6 riscos que sua câmera DSLR está correndo todos os dias e como preveni-los

As câmeras DSLR são equipamentos caros e indispensáveis para o seu trabalho como fotógrafo. Mesmo que você tenha câmeras reservas, cada uma dessas ferramentas é como se fosse um filho para nós, não é mesmo?

Por esse motivo, você deve ter extremo cuidado ao manipular esses equipamentos fotográficos e garantir a segurança deles em todas as circunstâncias. Entretanto, a frequente corrida pela melhor foto algumas vezes nos faz esquecer os riscos que rondam as nossas câmeras DSLR diariamente.

Para ajudá-lo a conhecer esses predadores naturais de sua melhor amiga e aprender como evitá-los, veja os riscos mais comuns e alguns cuidados para contornar essas situações perigosas abaixo.

1. PROTETOR SOLAR E REPELENTE

Fotógrafos de paisagem comumente andam com esses produtos em suas bolsas. Afinal de contas, é uma questão de saúde se proteger do sol e insetos, não é mesmo?

Todavia, se você não quer que sua câmera DSLR estrague por causa disso, precisa tomar alguns cuidados básicos. Em primeiro lugar, jamais coloque esses produtos junto com a sua câmera digital. Afinal, um pequeno vazamento ou a tampa aberta se tornaria uma tragédia irreparável em poucos minutos.

Carregue o seu protetor solar e repelente em uma bolsa a parte. O mais longe possível de sua câmera para evitar acidentes. Também, sempre verifique se eles estão devidamente vedados. Além de evitar danos a equipamentos, essa cautela previne sujeira em seu material de trabalho.

Esses produtos contêm substâncias químicas e líquidas muito prejudiciais para sua câmera DSLR, por isso todo cuidado é pouco. Logo, depois de aplicá-los em sua pele lave as mãos em água corrente. Além disso, mantenha as partes de seu corpo, que vão tocar o equipamento fotográfico, sempre livre de resíduos.

2. SAL

Mais um risco considerável para sua câmera DSLR e presente na praia. O sal corrói seu equipamento, causa a temida oxidação e arranha os componentes. O ideal seria mantê-la sempre longe desses ambientes, mais isso nem sempre é possível.

Nestes casos a prevenção é sempre a melhor escolha. Limpe o seu equipamento totalmente sempre que visitar praias e locais semelhantes. Se possível, leve a sua câmera para uma limpeza completa e profissional. Essa é a única forma de deixá-la segura e livre do sal.

3. ÁGUA OU UMIDADE

A mais fina umidade nunca combinou com equipamentos eletrônicos, e com sua câmera não poderia ser diferente. Como há circulação de energia dentro dela, líquidos podem facilmente causar um curto circuito e a queima de componentes.

Caso tenha que expor sua câmera DSLR em locais úmidos, procure protegê-la com plástico ou outra embalagem adequada. Da mesma forma, tenha cuidado ao transportar o equipamento para locais com diferentes temperaturas (frio e calor). Essa troca brusca de temperatura causa umidade interna na câmera, que também é prejudicial para o seu funcionamento.

Quando suspeitar que o equipamento esteja úmido não ligue em hipótese alguma. Para guardá-lo, outra sugestão útil é remover a bateria, assim se evita a circulação desnecessária de energia entre os componentes.

Também existem sachês para eliminar a umidade de caixas e bolsas, onde você coloca suas ferramentas de trabalho. Essas soluções contribuem para evitar o mofo também e ajudam a extinguir a umidade, mesmo aquelas imperceptíveis.

4. QUEDAS E ESBARRÕES

As famosas quedas e esbarrões. Um cálculo errado ou descuido temporário leva a sua câmera DSLR até o chão, danifica lentes e outros componentes. Com certeza é uma experiência que nenhum fotógrafo deseja experimentar, mas para isso é preciso muito cuidado.

O uso de pulseiras ou colares para manter o equipamento preso ao seu corpo já é um começo. Assim você evita deixá-lo cair por acidente ou descuido. Mas os esbarrões são ainda mais difíceis de combater, especialmente para fotógrafos ao ar livre.

Você está em uma floresta, tentando se equilibrar sobre algumas rochas para chegar ao local das fotos. De repente, sem querer, esbarra a sua câmera em uma árvore. Isso já é suficiente para arranhar ou até danificar de forma séria. A regra para essas situações é manter o equipamento guardado em local seguro e evitar colocá-lo em suas costas.

5. AREIA E POEIRA

Areia e poeira são riscos iminentes para qualquer câmera digital, especialmente, para a fotografia de praia. A única forma de evitar que seu passeio na praia se torne um pesadelo é manter o seu equipamento fotográfico bem guardado e livre de sujeira.

Para fazer isso mantenha a câmera em uma embalagem específica e guarde-a em sua bolsa quando fora de uso. Evite também substituir bateria da câmera, lentes ou outros acessórios de foto e vídeo que exigem a abertura da câmera. Essa pode ser uma oportunidade para a entrada de poeira ou areia no equipamento, mesmo que a troca seja rápida.

Se precisar substituir algum acessório procure um lugar fechado, longe de areia, vento e poeira. Deste modo, você evita que os componentes internos da câmera sejam arranhados por areia, ou que o sensor fique sujo por poeira.

Outra alternativa é fazer limpezas regulares em seus equipamentos quando estiveram expostos a essas condições.

6. ROUBOS E FURTOS

Não há como antever quando você será vítima de um roubo ou furto. Mesmo que sua câmera DSLR esteja guardada em sua casa, por um azar ela ainda pode ser tomada de você. Nestas circunstâncias, o que conta é a prevenção.

Evite deixar o equipamento a mostra em lugares desconhecidos ou perigosos. Também tome cuidado ao expor a câmera em locais de grande circulação de pessoas. E não precisa nem dizer para mantê-la sempre a vista, não é mesmo?

Os ladrões são rápidos e num piscar de olhos você pode perder a sua câmera. Tome todo o cuidado necessário e cogite fazer algum seguro para ela, mesmo que seja residencial. Apesar do dano emocional não ser reparado nesses casos, você não fica impedido de trabalhar totalmente.

Contra tempos e imprevistos não avisam quando vão acontecer. Por esse motivo, é preciso estar sempre prevenido e pronto para evitar problemas. A sua câmera DSLR agradece e assim evita ficar parado em sua carreira por falta de equipamento.

Além desses riscos, ainda existem muitos outros. Mas com certeza os cuidados que listamos aqui são capazes de prevenir boa parte deles. Apenas lembre-se de manter a atenção e cuidados com qualquer equipamento fotográfico, combinado?

Se você conhece outro risco para as câmeras DSLR ou passou por alguma experiência dramática, deixe o seu comentário abaixo. A sua experiência evita que outros fotógrafos enfrentem a mesma dificuldade.

Fonte: https://blog.emania.com.br/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *